domingo, 11 de dezembro de 2011

O MINHOCÃO DO PARI - LENDAS DE MATOGROSSO

Tela: O minhocão do Pari - Marlene Kirchesch

O Minhocão do Pari


Nesse rio Cuiabá prenhe de estória,

Encantados habitam o seu leito...
Pantaneiros revivem na memória
Suas sagas, contadas com respeito


Minhocão do Pari, desrespeitado

Desmorona suas casas ribeirinhas
Emborcando canoa de pescado
Devorando caboclos e mocinhas


Monstruoso, zangado, cava fundo

Com poder de alterar o seu percurso
Inundando os roçados num segundo


Como narra o caboclo em seu discurso!

Plenilúnio aparece neste mundo
Nos remansos profundos do seu curso!

  Edir Pina de Barros


Tela: Antonio João Jesus (Escritor , Indigenista e Artista plástico cuiabano)

Minhocão ou minhocuçu - É uma minhoca enorme, monstruosa, que circula pelos rios e águas do Pantanal e da baixada cuiabana virando canoas, devorando pescadores, levantando grandes ondas e desmoronando barrancos dos rios. As lendas dizem que não se pode reformar ou restaurar a igreja matriz dda capital de Mato Grosso pois o minhocão encontra-se preso pelos fios de cabelo de Nossa Senhora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, seu comentário e muito importante para o Fuzuê das Artes